Vontade…

…de vender meu carro e ir para a França e a Itália me distrair um pouquinho.

Tomar chocolate em Paris,

 

caminhar pelas margens do Sena, ficar mais uma vez estupefacta ao ver Notre Dame.

Subir na Eiffel de novo, programão de turista, e ver a cidade inteirinha lá de cima. Sentir um frio na barriga devido à subida e a estar em Paris . Comprar Perrier no primeiro mercadinho vagabundo, uvas, damascos e pães e queijos. Gastar menos de 10 euros e, simplesmente, sentar no Jardim das Tulherias para fazer anonimamente entre milhares de pessoas o seu piquenique do dia.

Caminhar então até a Gare de Lion e tomar um trem para Milão. Assim, meio como quem não quer nada. Sentir a velocidade nas gotas de chuva que mal caem na janela do trem bala a 300 km por hora e docemente fazer depois a baldeação nos Alpes.

Ver da janela a neve, os chalés, e pensar quase incrédula que sim, moram pessoas ali.

Chegar a Milão, e pasmar ao ver o Duomo gigantesco. Aquela catedral que mais parece um castelo gigante de areia. E passear despretensiosamente na Vittorio Emanuele

 

e pôr o calcanhar nos culhões do touro

como reza a tradição para voltar mais uma vez.

Passar um dia depois uma hora inteirinha na stazione centrale só vendo o movimento das pessoas que vão e vêm… E então pegar outro trem para Veneza, chegar a Santa Lucia e andar, andar, andar… atravessar o grande canal, subir e descer as infinitas pontes, comer uma pizza e tomar um vinho no primeiro lugarzinho que achar…

…só para recompor as forças. Depois ir ao Vini da Pinto e comer todas as entradinhas antes da bela massa.

Farta, satisfeita, tomar um gelato stracciatella e nocciola.

Sentar no meio da Piazza San Marco,

 estender o mapa no chão e aventar as hipóteses do próximo destino… 

Anúncios

Eu ando pelo mundo, preste atenção!

Entendi cedo que A vida em palavras é uma delícia… e vajei pelos livros mil vezes mil. Viajei pelo mundo muito cedo, aprendi que ir ‘ali’ é fazer uma viagem… de ônibus, a pé, de trem, metrô, embarcação ou avião. Também vou ali pela imaginação. De cá para lá, de lá para cá, aqui e acolá… Roma, Feira de Santana, Parati, Paris, Boipeba, Salvador, Lugano, Veneza, Cachoeira, Rio de Janeiro, Assis, Recife, Olinda… Mil lugares a ver, conhecer, explorar, sentir, saber, saborear…
Este espaço é um destino que se pretende rótula a abrir novos caminhos, espaço de contar o que vejo pelo mundo.
Crônicas, impressões, sensações, pareceres, indicações… e o que mais rolar!